Marjory é feminista, radialista e metida a artista. Financia suas loucuras trabalhando com marketing digital faz 2 anos. Apesar de seguir carreira no mundo corporativo, estudou artes visuais no México e desenvolve filmes independentes em seu tempo livre.

Morre de medo de agulha, mas fez sua primeira tatuagem há 9 anos, e desde então, não parou mais. Acredita ser uma forma de linguagem.

Em 2019, juntou-se com seus amigos para abrir a Tatue, rede social que busca facilitar o encontro de tatuadores com os amantes de tatuagem.

%d blogueiros gostam disto: